Terça-feira, 21 de maio de 2024

Lula oficializa hoje suspensão da cobrança da dívida do RS com a União por 36 meses

presidente Lula anunciará na tarde desta segunda-feira (13), ao lado de representantes do Congresso e do Judiciário, a suspensão da cobrança da dívida do Rio Grande do Sul com a União. O valor das parcelas por ano totaliza R$ 3,5 bilhões. A coluna apurou que o prazo de suspensão será de 36 meses e que o valor não pago irá para o estoque da dívida com correção pelo IPCA. A medida é parte do socorro ao Estado em função das chuvas.

Após audiência com Lula no Palácio do Planalto, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, confirmou que a medida será oficializada, mas não quis antecipar detalhes. Ele relatou que nos últimos dias esteve em contato com autoridades do governo gaúcho para alinhamento do acordo.

— A cada dia, novas medidas serão preparadas de acordo com a especificidade exigida. Às vezes é a família, às vezes é o empresário, o agricultor, o município ou o Estado. Estamos sendo bastante criteriosos para tomar as medidas de acordo com formatação adequada e sustentável — argumentou.

Haddad afirmou que o governador Eduardo Leite está “perfeitamente sintonizado” com as medidas que o governo anunciou e as que ainda virão. Além da suspensão da cobrança da dívida por 36 meses, o governo deve anunciar nesta terça (14) um auxílio direto às pessoas atingidas por enchentes e a verba para o início da reconstrução do Estado.

— Elaboramos alguns cenários, devemos levar ao presidente ainda hoje e amadurecer até amanhã para eventualmente anunciar ainda nesta semana um apoio direto às famílias para além do que já foi anunciado pelos ministérios da Previdência e do Trabalho — finalizou Haddad.